Imagem de destaque do post Funil de Marketing: como desenhar uma estratégia assertiva? Imagem de destaque do post Funil de Marketing: como desenhar uma estratégia assertiva?

Funil de Marketing: como desenhar uma estratégia assertiva?

O funil de marketing simboliza uma estratégia essencial para conversões na internet. Mas como desenhar um? Neste post revelamos as respostas!

O funil de marketing representa a jornada de seu público, desde o momento em que ele teve o primeiro contato com a sua marca até o fechamento de um negócio. O artigo de hoje explica para o que ele serva, quais são os processos que envolvem do funil e oferece dicas para tornar a sua estratégia mais assertiva.

Continue a leitura e explore todas as informações!

O que é o funil de marketing

O funil de marketing (ou vendas) é a representação da jornada do seu público, desde o primeiro contato com a sua empresa, até o momento da compra do produto e serviço. Muitas vezes, essa trajetória estende-se até o pós-venda. 

É chamado de funil pois segue a mesma estrutura de um funil tradicional, cujo topo é mais aberto e aos poucos vai se fechando. Da mesma maneira, um funil de vendas começa com grande número de pessoas interessadas em um produto ou serviço e ao longo da jornada de compra alguns vão ficando pelo caminho, até que de fato chegue no fundo, com leads qualificados e prontos para fechar negócio. 

Para que serve o funil de marketing

Antes de entender como funcionam as etapas do funil de marketing, é importante compreender a sua função. Ao desenhar um, as empresas entendem e visualizam o caminho que seus clientes em potencial realizam até adquirir seu produto ou serviço, e do que ele precisa em cada etapa. 

Dessa forma, é possível indicar para que tipo de conteúdo ele deve ser direcionado e definir ações estratégicas assertivas para cada momento de acordo com o comportamento e perfil do público.

Entenda as etapas do funil de marketing

Atualmente, diversas metodologias estão disponíveis aos profissionais de marketing. Técnicas como o Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo, por exemplo, possibilitam que as ações de marketing sejam direcionadas a públicos específicos, atingindo-os em um momento certeiro para maior efetividade da mensagem.

No Marketing Digital, podemos dizer que o funil se divide da seguinte forma: atração, consideração e conversão.

Topo de funil

Na atração, as pessoas ainda não estão interessadas definitivamente em adquirir algum produto ou serviço específico. Muitas vezes nem ao menos sabem exatamente o que precisam. Essa etapa da jornada de compra é mais conhecida como reconhecimento do problema, que é quando o público sabe que existe algum problema ou necessidade e está apenas ainda na superfície, à busca de informação para resolver sua dificuldade.

De acordo com o portal Administradores, a maioria das empresas quando vai se comunicar com seus clientes foca simplesmente na promoção das vantagens e benefícios que aquele produto ou serviço oferece. No entanto, muito mais importante do que isso é demonstrar qual problema esse produto ou serviço irá resolver

É no topo de funil que torna-se imprescindível estar visível e oferecer conteúdos que respondam às questões mais básicas relacionadas ao seu segmento. O grande objetivo aqui é ser encontrado quando alguém pesquisar algo sobre o produto ou serviço que sua empresa oferece de forma clara, objetiva e fácil. Assim, você se torna uma fonte de informações para potenciais clientes através de seu site, redes sociais, anúncios ou outra fonte de tráfego. 

5 Tipos de conteúdo para topo de funil:

  1. Posts de blog voltados para SEO;
  2. Redes sociais;
  3. Infográficos;
  4. Newsletters e e-mails marketing;
  5. E-books.

Quer entender mais sobre o assunto? Leia nossos posts:

Meio de funil

No meio do funil estão os leads, ou seja, pessoas – físicas ou jurídicas – que entram em contato com a sua empresa e têm potencial de se tornarem clientes. Dessa forma, lead é uma oportunidade de negócio que deve ser captada e cultivada com o objetivo de gerar retornos efetivos. 

Ao chegar nessa etapa do funil, a pessoa já está minimamente informada sobre o assunto, sabe qual é o seu problema e está no caminho para encontrar a melhor solução. Ou seja, o objetivo principal do meio de funil é mostrar a solução que você oferece e demonstrar porque é a melhor de todas.

Para transformar esse visitante em um lead qualificado e pronto para avançar para o próximo nível, é necessário o uso de formulários que coletem informações sobre a pessoa. Mas, obviamente, esse visitante precisa de um incentivo, um “mimo” para se sentir atraído a preencher um formulário. Esse material pode ser um e-book ou até mesmo algum serviço como uma consultoria gratuita.

Uma vez com as informações básicas, como nome, e-mail e telefone, é hora de usar sua ferramenta de automação de marketing para coletar ainda mais informações e descobrir a mais importante de todas: essa lead é um possível cliente ou não?

4 tipos de conteúdo para meio de funil

  1. Templates;
  2. Modelos de Planilhas;
  3. Checklists;
  4. Posts densos para blog.

Em nosso blog, falamos sobre 4 formatos de conteúdos online para geração de leads

Base ou fundo de funil

Já na parte de conversão estão os seguintes públicos: o desconhecido (que se cadastrou em sua base de leads), os prospectos (os cadastros válidos) as oportunidades (as pessoas que receberam suas mensagens de venda) e, finalmente, os clientes (que fizeram a compra de seu produto).

Finalmente, na base ou fundo de funil, o público está informado e interessado o bastante para receber propostas de conteúdos promocionais, que apresentem abertamente sua empresa, serviço ou produto. Nesses casos, podem ser oferecidas demonstrações de produto, cupons de desconto e até mesmo o contato de vendedores. 

3 tipos de conteúdos para fundo de funil

  1. Webinars ou cursos online;
  2. Catálogo de produtos;
  3. Promoções, cupons de desconto e frete grátis.

Como desenhar uma estratégia para a minha marca com o funil de marketing?

Como vimos até agora, o funil de marketing é composto de diferentes processos e estratégias, que se adaptam às necessidades de cada marca. Nesse sentido, antes de elaborar uma estratégia de funil de marketing, é essencial compreender as características de seu negócio e de sua persona. Somente dessa forma será possível estabelecer uma estratégia duradoura e eficaz, que realmente transforme pessoas desconhecidas em clientes fiéis.

Basicamente, o topo do funil deve atrair, com materiais amplos para chamar a atenção, o meio deve converter, com materiais específicos para a conversão e o fundo do funil deve fechar negócios, com materiais específicos para gerar oportunidades.  

Cabe à cada marca definir a sua estratégia de acordo com suas características. Por isso, contar com uma agência de marketing digital e consultoria SEO pode ser uma atitude decisiva no sucesso da implementação de um funil de marketing.

Gostou do artigo? Comente!